Sétima Parcela Auxílio Emergencial: Confira o calendário

Os pagamentos da Sétima Parcela Auxílio Emergencial já vão começar.

O governo federal brasileiro estendeu a assistência emergencial por mais três meses.

Publicidade

O texto foi publicado no DOU no dia 6 de julho de 2021, o valor atual pago permanece o mesmo.

Confira mais informações sobre a Sétima Parcela Auxílio Emergencial no decorre desse texto.

Sétima Parcela Auxílio Emergencial: Calendário

Foram separados diferentes calendários a Sétima Parcela Auxílio Emergencial.

Publicidade

Para o público em geral, considerando o mês de nascimento, o crédito em conta ocorrerá da seguinte forma:

  • Janeiro – 20/10
  • Fevereiro – 21/10
  • Março – 22/10
  • Abril – 23/10
  • Maio – 23/10
  • Junho – 26/10
  • Julho – 27/10
  • Agosto – 28/10
  • Setembro – 29/10
  • Outubro – 30/10
  • Novembro – 30/10
  • Dezembro – 31/10.

Para público em geral, considerando o mês de nascimento, o saque em conta será disponível em:

  • Janeiro – 01/11
  • Fevereiro – 03/11
  • Março – 04/11
  • Abril – 05/11
  • Maio – 09/11
  • Junho – 10/11
  • Julho – 11/11
  • Agosto – 12/11
  • Setembro – 16/11
  • Outubro – 17/11
  • Novembro – 18/11
  • Dezembro – 19/11.

Para os cidadãos que participam do Bolsa Família, o calendário segue o último dígito do NIS:

Publicidade

  • 1 – 18/10
  • 2 – 19/10
  • 3 – 20/10
  • 4 – 21/10
  • 5 – 22/10
  • 6 – 25/10
  • 7 – 26/10
  • 8 – 27/10
  • 9 – 28/10
  • 0 – 29/10.

Os pagamentos continuarão a ser efetuados através da caderneta de poupança digital da Caixa, disponibilizada no Caixa TEM.

Já para os beneficiários do Bolsa Família, estes terão acesso por meio do cartão do programa, assim como feito nos meses anteriores.

O governo considerou a composição familiar na hora de conceder o Auxílio Emergencial 2021, confira abaixo as faixas de pagamento:

  • R$ 375: valor pago às mulheres chefes de família
  • R$ 250: esse é o valor médio e será destinado às famílias com duas ou mais pessoas, exceto daquelas com mães chefes de família
  • R$ 150: destinado às famílias compostas por apenas uma pessoa.

Serão 3 parcelas do Auxílio Emergencial pagos nos seguintes meses:

Tem direito, também, ao Auxílio Emergencial:

  • Microempreendedores individuais (MEI)
  • Contribuinte individual da Previdência Social
  • Trabalhador informal.

Assim como no ano passado, os critérios de renda familiar por pessoa ficam entre meio salário mínimo de R$ 550 até três salários mínimos R$ 3,3 mil no total.

Isso tudo somando as rendas de todos os membros da família.

Trabalhadores informais que receberam o benefício em 2020 deverão ter acesso novamente às parcelas, só uma pessoa por família será beneficiada.

Não tem direito ao benefício quem se enquadrar nesses critérios:

  • Empregado formal ativo
  • Membro de família com renda mensal acima de três salários mínimos (R$ 3,3 mil)
  • Residente no exterior
  • Pessoas que recebem benefício previdenciário, assistencial ou trabalhista, exceto Bolsa Família e Pis/Pasep
  • Bolsistas, estagiários, residentes médicos ou residentes multiprofissionais
  • Quem tenha recebido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2019
  • Quem tinha, em 31 de dezembro de 2019, bens ou direitos com valor total superior a R$ 300 mil
  • Quem recebeu em 2019 rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, com soma superior a R$ 40 mil
  • Tenha sido incluído como dependente, seja cônjuge, companheiro, filho ou enteado nas condições dispostas nos três itens anteriores
  • Esteja preso em regime fechado ou tenha CPF vinculado à concessão de Auxílio-Reclusão;
  • Tenha menos de 18 anos, exceto mães adolescentes
  • Tenha tido o Auxílio Emergencial em 2020 cancelado
  • Não tenha movimentado valores do Auxílio Emergencial em 2020.

sétima parcela auxílio emergencial
  • Facebook
  • Twitter
  • Pinterest

Como atualizar seus dados no Caixa Tem?

A Caixa Econômica Federal recomenda que os usuários atualizem seus cadastros por meio do aplicativo Caixa Tem.

Este procedimento não é um procedimento obrigatório para receber pagamentos de assistência de emergência em 2021.

A instituição informa que a atualização visa garantir mais segurança no acesso à conta.

A atualização do cadastro pode ser feita diretamente pelo celular, sem sair de casa.

Após completar este procedimento, o correntista poderá utilizar a função tradicional de poupança sem restrições de transações e saldos.

Por meio da atualização do cadastro do Caixa Tem, os usuários poderão utilizar os seguintes serviços gratuitos:

  • No máximo dois saques por mês, em caixas eletrônicos e lotéricas
  • Um máximo de três transferências para outros bancos por mês
  • Transferências ilimitadas para contas Caixa
  • Fornecimento de até dois extratos por mês, contendo a movimentação dos últimos 30 dias
  • Realização de consultas por meio digital, site ou aplicativos disponibilizados pela Caixa.

Para atualizar seus dados no Caixa Tem, você deve:

  1. Entrar no aplicativo do seu celular (Android e iOS)
  2. Clicar na opção “Atualizar seu registro”
  3. Clicar em “Avançar” e em seguida, ler os termos e condições da política de privacidade
  4. Clicar em “Li e concordo” e clicar na opção “Quero ser um cliente importante”
  5. Preencher e confirmar seus dados cadastrais através do Caixa Tem. Se houver dados antigos ou incorretos, basta corrigi-los
  6. Inserir os dados de renda e patrimônio líquido
  7. A próxima etapa é apresentar os documentos exigidos (fotos de documentos pessoais e fotos do beneficiário portador da carteira de identidade). Siga bem as dicas de como as fotos devem ser enviadas
  8. Conclua a atualização e aguarde a análise.

Fique sempre atento as datas da Sétima Parcela Auxílio Emergencial!

Para isso, acompanhe o nosso blog e fique atualizado quanto a todos os benefícios governamentais!

Rate this post
Publicidade

Pin It on Pinterest