Liberação do Lucro do FGTS 2019

A distribuição de 100% do Lucro do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) aos trabalhadores em 2019 é uma novidade que gera várias dúvidas. Até porque também entraram em vigor novas possibilidade de saque do fundo.

Então, quem tem direito a receber o lucro do FGTS? Será possível sacar o valor? Veja as respostas a essa e outras perguntas a seguir!

Publicidade

Distribuição de 100% do lucro do FGTS em 2019

Distribuição dos Lucros do FGTS em 2019
  • Facebook
  • Twitter
  • Pinterest
Tire suas dúvidas sobre a Distribuição do Lucro do FGTS em 2019.

A partir de 2019, 100% do lucro do FGTS será distribuído entre os trabalhadores. Desse modo, o governo alterou a regra anterior, vigente desde 2017, que previa a distribuição de apenas 50% do lucro.

Sendo assim, R$ 112 bilhões, que foi o lucro registrado pelo FGTS em 2018, será distribuído entre os cotistas até o dia 31 de agosto de 2019.

Quem tem direito a receber?

Todas as contas do FGTS (ativas e inativas) com saldo positivo até 31 de dezembro de 2018 receberão os recursos referentes à distribuição do lucro.

Publicidade

Impacto da liberação do lucro no saldo do FGTS

O valor correspondente ao pagamento dos lucros será proporcional ao saldo de cada conta do FGTS. A cada R$ 1.000 de saldo, serão acrescidos aproximadamente R$ 32 pela distribuição dos resultados do lucro.

Sendo assim, uma conta com saldo de R$ 500 receberá R$ 16 de lucros, enquanto um saldo de R$ 5.000 terá acréscimo de R$ 160.

Lembrando que as contas do FGTS têm rendimento garantido de 3% ao ano, mais taxa referencial (TR), que atualmente tem valor próximo a zero, fora a distribuição dos lucros.

Publicidade

Rentabilidade do FGTS

Com a distribuição de 100% dos lucros aos cotistas, mais os 3% garantidos por lei, o FGTS passa a ter rentabilidade próxima a 6% em 2019. Tal percentual é superior ao da caderneta de poupança, que deve render aproximadamente 4% este ano.

É possível sacar os lucros do FGTS?

Como vimos, o valor oriundo dos lucros será creditado automaticamente nas contas do FGTS, aumentando assim o saldo atual. Portanto, para ter acesso ao saldo acrescido dos lucros, é preciso observar as regras de saque do FGTS.

Em 2019/2020, será possível recorrer ao saque imediato, que permite retirar até R$ 500 de cada conta ativa ou inativa do FGTS, seguindo os calendários de pagamentos divulgados pela Caixa Econômica Federal.

A partir de abril de 2020, será possível ainda aderir ao saque aniversário, que permite fazer uma retirada anual de 5% a 50% de cada conta, dependendo do saldo. Porém, quem aderir ao saque aniversário perderá o direito a retirar o saldo total do FGTS em caso de demissão.

Veja as outras situações em que é possível sacar o FGTS:

  • Demissão sem justa causa;
  • Estar a mais de 3 anos sem trabalho com carteira assinada;
  • Término do contrato de trabalho por prazo determinado;
  • Rescisão por falência, falecimento do empregador individual, empregador doméstico ou nulidade do contrato;
  • Aquisição da casa própria;
  • Aposentadoria;
  • Necessidade pessoal, urgente e grave, decorrente de desastre natural (chuvas ou inundações);
  • Idade igual ou superior a 70 anos;
  • Câncer, HIV e doença terminal.

Esperamos ter tirado suas dúvidas sobre a distribuição dos lucros do FGTS 2019. Afinal, um dinheiro a mais sempre cai bem. Ajude a levar as informações a mais pessoas compartilhando o artigo!

Além disso, veja também o Calendário de Saque do FGTS 2019!

Leia e avalie!

Publicidade

Pin It on Pinterest