Aprenda a Fazer Empréstimo Com FGTS Como Garantia

Será possível fazer empréstimo utilizando o FGTS como garantia com a nova modalidade de saque do Fundo, vigente a partir de 2020, o saque aniversário.

Esse tipo de empréstimo pessoal da Caixa Econômica permitirá que o trabalhador antecipe o acesso a parte do saldo do FGTS, sem ter que esperar até a data prevista no calendário.

Publicidade

Entenda como funciona o empréstimo com FGTS como garantia da Caixa, quem pode solicitar e como pedir a seguir!

Como funciona o empréstimo Caixa – FGTS como garantia

O empréstimo com FGTS como garantia é uma modalidade de crédito pessoal da Caixa. Logo, provavelmente será disponibilizada aos trabalhadores que aderirem ao saque aniversário do Fundo de Garantia.

Sendo assim, o trabalhador poderá contratar um empréstimo com base no valor que receberá no saque aniversário, em um sistema parecido com o da antecipação da restituição do imposto de renda.

Publicidade

Quando a parcela do saque aniversário for paga, o valor do empréstimo será descontado diretamente da conta do trabalhador.

A maior vantagem desse tipo de empréstimo são os juros mais baixos, em comparação a outras operações de crédito, já que a CEF tem total segurança de que o valor emprestado será pago. O percentual máximo de juros do empréstimo consignado de FGTS deve ficar em torno de 3,5%.

Na verdade, o empréstimo com FGTS já havia sido anunciado pela Caixa em setembro de 2018. Todavia, a modalidade encontra-se temporariamente suspensa, devido à alteração das regras em função do saque aniversário, criado em 2019.

Publicidade

Contudo, vale deixar claro que essa modalidade de empréstimo não está relacionada ao saque imediato de até R$ 500 do FGTS em 2019/2020.

DICA: Veja 11 informações importantes sobre o FGTS 2019!

Veja como fazer um empréstimo usando o FGTS como garantia
  • Facebook
  • Twitter
  • Pinterest

Quem pode solicitar o empréstimo consignado da Caixa do FGTS?

O empréstimo consignado FGTS da Caixa poderá ser solicitado por trabalhadores com contas ativas do FGTS. Ou seja, que estejam trabalhando de carteira assinada no ato da solicitação. Além disso, será necessário fazer a adesão ao saque aniversário e possuir uma conta na Caixa.

Lembrando que o valor do crédito será compatível com o valor da parcela do saque aniversário do FGTS.

O valor para sacar pode variar de 5% até 50% do saldo total do FGTS. Somando ainda, uma parcela adicional, no caso de contas com saldo acima de R$ 500.

Veja um exemplo:
Um trabalhador que tem R$ 1.000 de saldo total do FGTS e aderir ao saque aniversário, terá direito a sacar R$ 450, o que corresponde a 40% do saldo mais a parcela adicional de R$ 50.

Deste modo, esse será o valor aproximado disponível para empréstimo, lembrando que a operação envolve o custo dos juros e taxas.

Também é importante conferir o calendário de pagamentos do saque aniversário. Pois assim será possível avaliar se vale mesmo a pena pegar o empréstimo ou se é melhor esperar até a data de recebimento.

Sem falar que, ao aderir a esta modalidade, o trabalhador perde o direito de sacar o saldo total do FGTS em caso de demissão sem justa causa.

Portanto, é preciso pensar bem antes de tomar essa decisão!

Para lhe ajudar, confira todas as regras para sacar aqui!

Como solicitar seu empréstimo com FGTS como garantia?

O empréstimo FGTS como garantia deverá ser solicitado diretamente à Caixa, por meio de suas agências e canais de autoatendimento.

Porém, antes de solicitar o crédito, será preciso aderir ao saque aniversário. Informações sobre como e onde fazer a adesão serão divulgadas pela Caixa no dia 1 de outubro de 2019.

O calendário de pagamentos do saque aniversário se baseia no mês de nascimento do trabalhador e as parcelas serão pagas a partir de abril de 2020.

Por enquanto, o trabalhador já pode consultar do saldo do FGTS. E, portanto, ter uma noção de quanto poderá pegar de empréstimo.

Outras formas de uso do FGTS

O Fundo de Garantia por Tempo de Serviço funciona como uma poupança para o trabalhador. Assim sendo, ela é constituída pelas parcelas pagas mensalmente pelo empregador, que devem corresponder a 8% do salário.

Além da possibilidade de utilizar o FGTS como garantia para empréstimos consignados e as novas modalidades de retirada instituídas pela MP 889/2019, a lei permite usar os recursos do FGTS nas seguintes situações:

  • Demissão sem justa causa;
  • Compra da casa própria, liquidação ou amortização de dívida ou pagamento de parte das prestações de financiamento habitacional;
  • Estar há 3 anos ininterruptos sem trabalho de carteira assinada;
  • Aposentadoria;
  • Necessidade urgente e grave, decorrente de desastre natural causado por chuvas ou inundações. Quando, portanto, for situação de emergência ou o estado de calamidade pública e reconhecida pelo Governo Federal;
  • Idade igual ou superior a 70 anos;
  • HIV, câncer e doença grave em estágio terminal;
  • Término do contrato de trabalho por prazo determinado;
  • Rescisão do contrato de trabalho por falência, falecimento do empregador; ou nulidade do contrato.

Veja como fazer o saque do FGTS nas situações acima!

O artigo tirou suas dúvidas sobre como usar o FGTS para fazer empréstimo consignado na Caixa? Aproveite e compartilhe as informações!

Leia e avalie!

Publicidade

Pin It on Pinterest